18 de dez de 2009

A Tout Le Monde




Don't remember where I was
I realized life was a game
The more seriously I took things
The harder the rules became
I had no idea what it'd cost
My life passed before my eyes
I found out how little I accomplished
All my plans denied

So as you read this know my friends
I'd love to stay with you all
please smile when you think of me
My body's gone that's all

If my heart was still alive
I know it would surely break
And my memories left with you
There's nothing more to say

Moving on is a simple thing
What it leaves behind is hard
You know the sleeping feel no more pain
And the living all are scarred

A tout le monde (To everybody)
A tout mes amis (To all my friends)
Je vous aime (I love you)
Je dois partir (I must go)
These are the last words
I'll ever speak
And they'll set me free

13 de dez de 2009

Memórias

Era uma noite fria e chuvosa, como qualquer outra.
Assim pensaria uma pessoa qualquer. Mas você não é um qualquer.
Essa não é uma noite como todas as outras, algo está diferente. Você sabe, consegue sentir.

A noite está fria e chuvosa, e com ela memórias de um passado frio e tempestuoso voltam à tona, fortes, imponentes, que abalam a sua estrutura. Física e emocional.
E então você não sabe o que fazer, está confuso. Fica olhando para a chuva por horas, e nem percebe que já é dia.
Você "esquece" o que acabou de acontecer, pois o sol está saindo e aquela chuva foi embora, levando seus pensamentos com ela.

E vem a próxima noite, até então tudo bem até que...

Começa a chover de novo e a temperatura cai subitamente, você sente o choque térmico e isso lhe causa calafrios.
Com ela vem também todas as memórias, até mesmo as que você considerava "mortas" ou "sem valor nenhum". Definições que você precipitadamente e erroneamente colocou.
E você se pergunta: "O que fazer?", "Porque isso está acontecendo comigo?"
Quanto mais você se pergunta, menos respostas aparecem. Para lhe dizer a verdade, nada aparece.

E no meio de toda essa aflição, confusão, insegurança, desespero, medo e tristeza, você nem percebe que...

Era uma noite fria e chuvosa, como qualquer outra.

6 de dez de 2009

E se eu morresse hoje?

E se eu morresse hoje?

Eu morreria feliz
E sentiria que a minha vida valeu a pena?
Ou sentiria que foi uma perda de tempo?

Eu entenderia que era a minha hora de dizer adeus
E finalmente ter o meu descanso eterno?
Ou sentiria que algo estaria incompleto?

Você derramaria suas lágrimas sobre o meu corpo
Rezando para me ter de volta?
Ou eu deixaria este plano sozinho?

Então, e se você morresse hoje?

original here.

19 de nov de 2009

Consciência.

Hoje se celebra o dia da consciência negra.

Um dia para relembrar, refletir e sintetizar algumas coisas importantes sobre a cultura negra e tudo que nela está envolvido. Sem ela o Brasil não seria o Brasil que conhecemos, não teríamos o gingado da capoeira, não teríamos a feijoada, enfim...talvez muitas coisas boas não chegassem aqui.

Todos sabemos que o Brasil foi colonizado pelo método extrativista, com todas as riquezas indo para Portugal enchendo a barriga do Rei e da sua família até não conseguirem retirar mais nada daqui. Mas para conseguir retirar tantas riquezas de um país como o Brasil não foi fácil, então, eles tiveram uma idéia:"Que tal usarmos negros para fazer esse serviço?". E assim foi, por um bom tempo, até que a Princesa Isabel em 13 de maio de 1888 escreveu a Lei Áurea, abolindo a escravidão em território brasileiro.

Hoje, estamos lutando e a cada dia vencemos uma batalha na guerra contra o preconceito, de qualquer forma, seja racial, religioso, pela opção sexual...e estamos quase lá! Temos que nos orgulhar disso, afinal "somos todos iguais". Em tese seríamos, mas na prática...

Nesse texto abordarei uma pequena parte do problema.

O nosso digníssimo governo quanto mais quer ajudar, mais "cocô no ventilador" ele joga, alimentando um preconceito que estávamos tão perto de vencer(se nós já não o tínhamos vencido)...Me parece que o eles querem resolver com uma "canetada" 500 anos de preconceito e um sistema de educação falho. É, estou falando das cotas.

Eu reconheço a sofrimento que os negros passaram durante todo o tempo de Brasil e também me sinto orgulhoso por fazer parte de uma nação que a cada dia que passa está lutando contra o preconceito, mas em pleno século XXI, querer consertar todas as cagadas passadas os colocando em vantagem, não é o caminho. As cotas são, não só pra mim, uma forma de alimentar um preconceito entre as raças(algo que eu condeno também, afinal, somos todos seres humanos) pois como uma pessoa vai entrar para um concurso(faculdade por exemplo) sabendo que seu concorrente só por ser favorecida pela cor da pele vai entrar, mesmo se conseguir uma nota menor que a sua?

Não sou contra as cotas, também não sou a favor, mas já que ela existe, acho que o real propósito das cotas deveria ser social, e não racial. O que o Governo deve achar do povo brasileiro? Ou todos os negros não tem dinheiro pra pagar faculdade e todos os brancos são ricos?

Para uma pessoa entrar numa faculdade boa, só depende dela. Ningúem precisa chegar pra ela e falar: "Faz faculdade ali porque mesmo se voce tirar uma nota menor voce entra! Você é o escorlhido". Não. Quem quer estuda e consegue por mérito próprio. A solução para tudo isso seria, ao meu ver, um maior investimento do governo na educação básica, que em grande parte do nosso país, não serve nem pra ajudar uma criança a soletrar direito. Mas não adianta botar sempre a culpa no governo né, nós que colocamos eles lá então...2010 vem aí, pense bem antes de reeleger seu candidato favorito.

Encerrando, gostaria de ressaltar que o único tipo de preconceito que eu tenho é com gente ignorante, que não consegue pensar por conta própria e só fica crucificando os outros, mas que na hora do "vamo ver" bota o rabinho entre as pernas e chora.

cya brotha ;)

5 de nov de 2009

Fatos sobre o verão.


Ah, o verão! Época boa... roupa de menos e gente de mais nas praias e clubes.

E com o aquecimento global assolando o nosso planeta, o verão que antes durava 3 meses agora ocupa quase um semestre inteiro. Falando em aquecimento global, não posso deixar de comentar também sobre o aumento da temperatura da sua casa que, por mais ventiladores e ar-condicionado você use, sempre vai parecer um forno.

Outra coisa bem legal são os clubes, que parecem mais prisões superlotadas onde cada um tem um horario pra pular na água e aproveitar seus segundinhos de relaxamento naquela água mais suja que óleo de fritura do barzinho da esquina.

Não posso deixar de comentar sobre as pessoas que, quando você está ouvindo uma música num volume acima do normal, sempre falam: "Abaixa esse volume, tá calor!"...O volume da caixa de som não é o termostato do Sol, lembrem-se disso.

Mudando o rumo, vamos à praia! É, aquela faixa de areia perto do oceano, onde milhares de pessoas disputam ferozmente por um metro quadrado de espaço para ali, desembarcar todas as suas tralhas: 2 cadeiras, guarda-sóis, isopor cheio de cerveja, e um outro isopor que, obviamente, está com um frango assado embrulhado em papel alumínio, arroz num potinho(ou numa panela, dependendo do isopor) e a farofa, obrigatória em qualquer isopor de um farofeiro que se preze.

Tem também aquelas crianças e jovens que mais parecem O Coisa do que um ser humano, pois pra brincar na rua descalço com um sol desses de verão, só tendo pé de pedra.

Mais um fato interessante que só acontece no verão: Você toma banho gelado e sai suando (alguns dizem que isso também ocorre no inferno).

Entre tantas coisas, consegui me lembrar dessas, não vou postar mais para não estender muito o post e também por conta do meu cérebro, ja virou uma sopa de miolos com esse calor.




4 de out de 2009

Ser Feliz.

O que te faz feliz?
É difícil dizer se algo pode te deixar bem ou não, se você nunca o fez.
A resposta dessa pergunta é tão simples que poderia encerrar o post por aqui.

Faça.
Essa é a resposta: Faça. Não importa o que os outros vão pensar ou dizer. Não importa o mico que você vai pagar. Simplesmente faça.

A felicidade está nas pequenas coisas, nos pequenos atos, nos lugares mais inusitados.

Correr na chuva, andar em círculos, sempre rindo.

É, o meu dia foi feliz.

----------------
Now playing on Winamp: VAST - Be With Me
via FoxyTunes

3 de out de 2009

Pisando no calo

Hoje, contarei a vocês um caso que todos já passaram,ou ainda vão passar.

Ultimamente tenho assistido muitas séries de TV. É uma rotina agradável, até. Muitas histórias intrigantes, finais emocionantes e muito mais.
Há um problema nessa rotina: As séries estão estreando em setembro, mas na tv brasileira, elas só chegam em outubro, quase novembro, e isso desanima um pouco. Porém posso assistí-las pelo computador, baixo/pego com meu primo, e vou curtindo.
Antigamente, as pessoas baixavam o episódio via torrent, enquanto outra pessoa ja tinha a legenda pronta pra ser inserida ou estava em trabalho de tradução com algumas outras pessoas, e quando estava tudo pronto quem baixou convertia o episódio para um formato mais reduzido e embutia a legenda, facilitando a vida dos amantes de séries. E todo esse trabalho era feito em questão de horas.
Nos dias atuais esse esquema mudou um pouco, ao meu ver.(e para muitas outras pessoas também)

Vou-lhes contar o que aconteceu, sem citar nomes, obviamente :)

Nessa segunda(28), peguei um episódio sem a legenda, pois ela ainda não tinha sido feita. Mal sabia eu que os tempos haviam mudado...madruguei atrás da legenda, e nada...Dois dias depois a legenda foi disponibilizada. Então, fiz uma crítica relacionada a demora, nada demais.
Agora vem a parte legal: minutos depois a equipe que fazia a legenda veio em peso me xingar por eu ter exposto a minha opinião, que não estava fora da realidade, o trabalho estava atrasado sim.
Legal né? A legenda demorou quase 48horas pra sair, mas xingar um cara que expôs a realidade é um fato praticamente instantâneo, se relacionarem os dois fatos.
Meio sem saber, perguntei ao meu primo sobre isso, e ele me respondeu que agora, cada equipe tem uma quantidade de séries pra traduzir, e pelo que eu notei, uma equipe não traduz a série da outra, e vice-versa.
O que eu achei engraçado nisso tudo foi realmente o fato dos xingamentos. A verdade dói, não é mesmo? Quando se pisa no calo o pessoal vira uma besta apocalíptica.
Não disse nada mais do que a verdade. Séries que tem uma grande audiência deveriam ser as primeiras a ter a legenda pronta. É um serviço voluntário? É. Mas se quer fazer, que faça bem feito. E é claro, que faça rápido. Trabalho é assim, amigos: Ser eficaz a todo tempo, e como tempo é dinheiro, que seja eficaz no menor tempo possível.

Para não extender muito nesse post, deixo uma dica para todos:
No mercado, só sobrevivem os grandes e, pra ser grande, é necessário muito planejamento e organização.



----------------
Now playing on Winamp: Metallica - The Unforgiven II
via FoxyTunes

28 de set de 2009

O melhor remédio.

Semana passada, a cidade de Volta Redonda recebeu uma dose cavalar de um poderoso remédio, capaz de melhorar a vida de muita gente, o riso. Dizem por aí que ele é o melhor remédio e eu sou um dos que dizem isso. Por experiência própria.

Uma semana qualquer, com os mesmos dias das outras...as pessoas confinadas em suas rotinas chatas e extenuantes, até que surge a grande oportunidade: Você vai, compra o ingresso mesmo sem saber o que é "stand-up" e quando chega a hora, você se acomoda na poltrona e...aguarda.

Mas, o que diabos seria "stand-up"? Muito se fala e aquela pessoa que comprou o ingresso por causa do amigo que disse que era legal ou porque ele era um litro de leite em caixinha, fica "boiando" (por pouco tempo, é claro) até descobrir que o "stand-up" é uma dose extremamente pesada de humor que é injetada na sua mente fazendo você rir "até não conseguir respirar".

Na terça Volta Redonda teve o prazer de receber Claudio Torres Gonzaga, Léo Lins, Fernando Caruso, Fabio Porchat e o convidado especial Léo Jaime com o espetáculo "Comédia em pé" que foi descrito por Claudio como um "humor franciscano, de raiz" pelo fato do comediante não poder se utilizar de métodos tais como: fazer um personagem, contar piadas "batidas" e qualquer outra forma de encenação. São piadas feitas com base no cotidiano e também da cidade onde o show está.

Quanto mais eles falavam, mais o povo ria, eu por exemplo cheguei a ficar com a garganta doendo, pois não parava de rir. Um show impecável, desde a pipoquinha que acabou no meio da apresentação, foi tudo perfeito. Acho que um momento crucial que vale a pena ser dito: Léo Jaime sacaneia uma mulher que ia ao banheiro no meio de sua apresentação. Ele parou e cordialmente a chamou, e perguntou por quanto tempo teria que enrolar a platéia, até que ela voltasse.

Mesmo com algumas piadas "repetidas" (digo entre aspas pois algumas eu ja tinha visto no dvd do Comédia em Pé, e algumas no Youtube), não tenho do que reclamar. Vai ser um dia pelo qual me lembrarei por muito tempo.

Em Volta Redonda muita coisa acontece muito rápido. Isso aconteceu com a quarta-feira, pois na quinta fomos prestigiados com o solo de Diogo Portugal.

Um comediante do nível dele já tem na ponta da língua uma resposta ácida e engraçada para 98% das situações. Claudio Torres Gonzaga no "Comédia em Pé" disse que "stand-up" não era algo interativo. Mas com Diogo Portugal a história foi um pouco diferente.

Algo curioso no solo do Diogo foi que ele mudou o rumo do solo sempre que a platéia dava uma brecha para um novo assunto. Daí se percebe quando um comediante segue um roteiro ou quando ele simplesmente "deixa arder". Assim como no "Comédia em Pé", o show foi perfeito, e teve um ingrediente a mais na mistura: Uma senhora sentada atrás de mim rindo frenéticamente, parecia que ela tava tendo um orgasmo misturado com algo que não consigo descrever...maconha, talvez. Diogo até comentou que iria dividir o cachê com ela.

Para fechar esse post, gostaria de agradecer aos produtores desses 2 shows que possibiliataram a vinda desses monstros sagrados da comédia brasileira, fazendo com que uma parcela de Volta Redonda, fosse curada com o riso, ao meu brother Felype, que foi graças a ele que fiquei sabendo dos shows e é claro, à Roberta, por ter ido comigo me garantindo mais algumas risadas antes e depois dos espetáculos.

Créditos a @natzoliveira pela foto do Comédia em Pé e Google pela do Diogo Portugal.

@natzoliveira - eu sou tímido demais, por isso nao falei contigo nos shows. No próximo eu crio vergonha na cara ;)



31 de ago de 2009

A Decisão

A noite estava fria.

Ele não sabia mais o que fazer, não aguentava mais. Depois de tantas mentiras ele já não conseguia enxergar o que era real e o que era parte de um sonho (ou pesadelo).
Mais um dia se passou, e a agonia aumentara chegando a tal ponto de ele cometer uma loucura. E assim foi.
Então, ele acordou e viu que não precisaria mais sofrer enquanto vivia...
Ele fez a escolha dele, não importando qual seria a opinião das pessoas à sua volta.
Ele decidiu que seria feliz.


Nunca me convidaram, mesmo assim, de teimoso fui lá.
Não somente por ir, nem tampouco assistir, fui pra vencer. E venci.
Enfrentei o seu preconceito e seu desprezo sem jamais abaixar a cabeça.
Não virei as costas pra ninguém, independente de cor, credo ou classe. Todos sempre foram bem recebidos sem que para isso tivesse que esconder ou maquiar qualquer situação.
Por mim desfilaram uma infinidade de craques, verdadeiros craques, que me honraram e glorificaram meu nome, elevando-o aos mais altos patamares.
Colaborei com a seleção brasileira de maneira contundente, fazendo com que ela hoje seja penta campeã.
Não me envergonho das minhas raízes. Sou a essência do povo brasileiro, a mistura do português com o negro, com o índio.
Provei meu valor a custa de muito esforço e dedicação para ser reconhecido como merecia, um GRANDE!
No alto de uma colina, ergui minha fortaleza, meu castelo majestoso.
Na minha fortaleza, me tornei gigante, imbatível, indiscutível.
Glórias e conquistas são corriqueiras em minha centenária história.
Certa vez ganhei o apelido de “Expresso”, pois atropelava os adversários tal qual um trem, ,passando por cima de qualquer um.
Com minha história de vida, conquistei uma legião de seguidores, que levam e elevam meu nome aos quatro cantos.
Sou do povo, não da massa, popular, não populista.
Sou o branco e sou o preto, o Vermelho é meu coração, que faz pulsar as outras duas.
Nasci grande, grande sempre serei. Enquanto houver um coração infantil, serei imortal.

Prazer, Eu sou o VASCO DA GAMA!


(Texto de "Almirante")

17 de ago de 2009

Chiclete e tatuagem.

O que você faria para ganhar esse prêmio que é, no mínimo, incomum? Uma redação sobre punks; um estudo sobre como chicletes são gostosos, mesmo causando danos ao seu estômago; um desenho; ou partiria pra violência?

Pois é, parece que a última opção foi a escolhida por uma mãe revoltada em Florianópolis/SC
A professora estava sorteando esse "prêmio" entre os alunos, uma garota não gostou (pois não foi a ganhadora) chamou a mãe no colégio e esta, encheu a professora de tapas e até chutou a professora no chão.

Fonte: http://bit.ly/_porrada (g1.com.br)

Como que algo assim ainda aconteça numa escola? Por causa de um chiclete e uma tatuagem a professora foi espancada pela mãe, que teoricamente, era pra dar educação a filha e nunca protagonizar uma cena dessas na frente dos alunos.

O mundo está mudando, e não será para melhor, se continuarmos por esse caminho. Batendo em pessoas que estão ali para passar conhecimento aos jovens(o que hoje em dia não não tem o seu devido valor)...Ou essa "mãe" não tem vergonha na cara, ou ela tem purê de batatas ao invés de um cérebro. Qualquer pessoa que tenha um pouco de noção não faria o que ela fez. Ainda mais atualmente, onde tem gente sendo processada até por falar mal do seu ex-apartamento no Twitter.

Existem 2 "tipos" de educação: Aquela que recebemos dos professores, sobre fatos, regras gramaticais, teorias , fórmulas, enfim...conhecimento. E tem o "2º tipo" de educação que na minha opinião é essencial para que uma pessoa possa absorver todo o conhecimento passado pelo "1º tipo": É a educação que ganhamos em casa via conselhos, experiências de vida dos membros mais velhos da família...que pode ser resumido por respeito. Respeito para com o próximo e consigo mesmo, basicamente.

Partindo dessa premissa, podemos analisar a atitude LAMENTÁVEL que essa "mãe" teve. Ela não respeitou a filha que estava no local, nem os outros alunos que viram a cena, muito menos a professora...e é claro, ela nem se respeitou. Como ser humano e como mãe. A sua filha(mimada diga-se de passagem) provavelmente não escutará conselhos da mãe, como seguir esse conselho "não se meta em brigas desnecessárias", se nem a própria mãe o segue.
"Faça o que eu digo, não faça o que eu faço"? Isso não é válido para esse caso(na minha opinião, claro)

Uma coisa válida para esse caso seria: Um processo na mãe por agressão, danos morais e tudo mais pelo que ela puder ser indiciada e a filha levar uma suspensão por discutir com a professora, mostrando para as outras pessoas o que pode acontecer, caso queiram dar uma de "galo de briga" onde você pode ser no máximo um "pintinho sem bico e com ouvidos aguçados"

Tudo isso por causa de um chiclete e uma tatuagem.
Já diria Carlos Villagrán interpretando Quico: "Que coisa, não?"

12 de ago de 2009

Movimentando a "massa"

@darkgodbm:
"É o que é sempre dito...Tem poder aqueles que sabem movimentar a "massa". O problema é existir alguém com esse poder que faça alguma coisa BOA pras pessoas... que tenha criado algo bom"
@CaiOwned:
"E quando existe, na maioria das vezes só dão valor depois que morre".

Edir Macedo, José Sarney e muitos outros sabem muito bem como é que isso funciona.

Um durante anos vem controlando um império empresarial que lucra R$1.400.000.000/ano com doações de fiéis, e numa peladinha ensina seus subordinados a como obter mais dinheiro de seus seguidores. O outro, bem...tem uma cidade só pra ele e emprega quem quiser, só falar com "um chegado" e ele coloca pra dentro até o namorado da sua sobrinha.

Tem poder aqueles que sabem movimentar a "massa". Podemos usar também a palavra CONTROLAR. Um se utiliza da fé incondicional de pessoas honestas e de bem, que só querem ser felizes e contribuem com seu dinheiro suado pensando que serão recompensadas em vida ou que verão seu dinheiro sendo empregado em alguma obra social, para comprar jatinhos e um patrimônio bilionário. O outro tem meios mais escusos como a chantagem, afinal, onde ele está não há nenhum santo. Então, basta saber dos "podres" da maioria e ameaçar jogar tudo no ventilador, para que ele continue tomando conta do senado, como um xerife.

Engraçado como duas coisas completamente diferentes (religião e política) parecem ser a mesma coisa, nessa postagem. Claro que não é num todo, mas certa parte da religião e grande parte da política é assim.
Uma pergunta: Como é que esses dois rapazinhos ainda estão no poder de suas organizações?
Resposta(óbvia): O Povo.
Sim, o povo. Você ainda tem dúvidas? Vamos lá...vou expor meu ponto de vista:

O primeiro rapazinho, o da fé...Só há um Deus, independente de qualquer religião...mesmo que com nomes diferentes, acreditamos que há algo maior que a gente e que se estamos aqui, não é por um simples acaso. Se as pessoas parassem com a teimosia e parassem de seguir esse rapazinho, o império dele pararia de crescer. Você não precisa ir a uma igreja para ser salvo ou para que suas preces cheguem mais rápido ou com alguma preferência lá em cima, simplesmente faça coisas boas para os outros e reze em casa. Resumindo: Seja uma boa pessoa.
Agora, o segundo rapazinho, o xerife...esse é mais complicado pois ele não está lá porque criou o senado...Nós é que o colocamos lá. Digo nós o povo brasileiro, até porque eu não tinha idade para votar nas últimas eleições presidenciais, mas o Brasil, como um todo, pôs o xerifão lá.
"E o que podemos fazer agora?"
Bom, só podemos esperar. Se ele não sair por conta própria(ingenuidade de alguém pensar que ele ainda cogita essa opção), só no fim do mandato. Aí é que entra o povo brasileiro, a massa, que quando chega nas eleições recebe milhares de promessas de pessoas cujos atos já foram mais do que comentados e criticados na tv, rádio, jornais (algumas até do rapazinho da fé ali), e ficam com a cabeça saturada de "Se eu for eleito" e "Vote em mim" e acabam sendo controladas por tais monstros tamanho poder de persuasão.

Nos dois exemplos citados anteriormente...eles movem a massa e tiram proveito próprio.
Agora exemplos de pessoas que se movimentaram com a massa: Jesus, Ghandi e Herbert de Souza (Betinho) são alguns nomes que vieram na mente. Pessoas que tinham propósitos bons, que ajudaram o povo, que estiveram com o povo...enfim, pessoas de bem.

Se você tem algo a comentar/criticar use os comentários, mas...seja educado, não me faça apagar o seu post hein!

10 de ago de 2009

Ayreon - Newborn Race

Deve haver uma forma de enriquecer nossas vidas
Uma maneira de despertar uma nação que morre
Deve haver uma maneira de reviver o passado
Uma maneira de se libertar de um mundo que não irá durar

Me traga de volta onde nós vivemos outra vida
Volte para quando nós não tivemos planos
Me traga de volta onde nós lutávamos para sobreviver
Volte para onde tudo começou

Deve haver uma forma de reverter a história
Uma maneira de retomar a vida, voltar para o mar
Deve haver uma maneira de caminhar de volta (para) o que nós perdemos
Uma maneira de escapar disto, seja qual for o custo

Explore a imensidão do espaço
Descubra uma maravilhosa graça
Entre com uma nova marca
Semeie um mundo com uma nova raça nascida

Nós não tivemos escolha
A vida está passando por nós
Devemos nos alegrar
Eu diria que deveríamos tentar

A cada milhão de ciclos
Atirando nas estrelas e rasgando nosso céu
Poderíamos desviá-las
no mesmo dia em que passaram por nós

E que brilha nos dias, há um caminho
Para o nosso DNA para chegar a um mundo para continuar

Teremos o direito de criar vidas?
E não temos o direito de ter?
Será que podemos decidir quem vive e morre?
Você acha que eles iriam até mesmo tornar?

Nós iremos plantar o que colhemos
E iremos caminhar para o seu objetivo
Não podemos falhar, nós temos controle absoluto

Teremos o direito de brincar de deuses?
Eu me sinto forte que tenho que fazer uma postura
Você acha que deveríamos ter chances?
Eles teriam mesmo que ter uma chance?
Eu acho que eles não merecem
Não merecem...não!



Achei essa letra bem legal, e to postando aqui pra quem quiser ler, refletir sobre qualquer coisa que vier na cabeça.

2 de ago de 2009

The Educated Fool

Não sei como pude deixar tanta coisa
escapar pelos meus dedos;
talvez eu seja só mais um tolo
nesse mundo cheio de medos

Por um lado, me sinto bem
a ponto de gritar pra todo o mundo;
por outro lado, tão decepcionado
que o meu poço não tem fundo.

Não sei o que faço daqui em diante
pois não sei onde eu errei;
e quando me perguntam a respeito
"Pelo menos eu tentei".

Mas isso não é o fim
e nem estou fora do páreo
Não sabe quem eu sou?
"Muito prazer, meu nome é Otário".

30 de jul de 2009

Vira-Casaca.

Havia numa cidadezinha um sujeito que era palmeirense de verdade. Diziam que, no mundo inteiro, não havia ninguém mais palmeirense do que ele. O homem envelheceu e ficou muito doente. Estava nas últimas, tinha só mais uns dias de vida. Então mandou chamar seu filho mais velho e ordenou:

— Filho, vá até o parque São Jorge pra mim, tire uma carteirinha de sócio do Corinthians para o seu velho pai e compre uma camisa do Timão.

O rapaz não entendeu nada, mais foi. Voltou para casa com a carteirinha e a camisa. Quando o velho viu deu aquele sorriso! Jogou fora a camisa do Verdão, vestiu imediatamente a do Coringão e agarrou a carteirinha junto ao peito. O filho, achando que o pai estava pirando, não resistiu:

— Mas, pai... O senhor toda a vida foi palmeirense fanático. Não conheci outro como o senhor. Porque agora, no fim da vida, resolve mudar de time?

E o pai:

— É que eu quero que morra mais um Corinthiano.

25 de jul de 2009

Momento Literatura mode on

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?


Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.


O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.


Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.


Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".


Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:

"Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão."

Fernando Pessoa

22 de jul de 2009

Humor

Olá, blogueiros, orkuteiros, twitteiros, msnizeiros, WTFeiros :)

Ultimamente ando tendo variações de humor tão sinistras quanto a de alguém que possui 8 ou 9 personalidades (só tenho 2). Num segundo, estou mais feliz que pinto no lixo...logo depois, mais triste que emo ouvindo simple plan tentando cortar os pulsos com aquela faquinha de plastico sem corte usadas em festas.

Quem me conhece sabe que eu não sou de ficar triste, muito menos de ter essas variações de humor, mas fui influenciado por fatores externos, logo a única coisa que eu poderia fazer era esperar, esperar, esperar...e esperar. Esperei tanto que eu to voltando a viver do jeito que sempre vivi: liz e de bem com a vida.

Sempre me diziam: "Espere que a tua hora vai chegar, não desista, seja forte"...agora eu percebo o real significado disso. Não, não tem nada a ver com você ficar parado, sentado numa cadeira vendo a vida passar pensando "vai aparecer algo". Não. A verdade é que, você vai acabar fazendo outras coisas, e essas coisas é que vão lhe proporcionar momentos bons e oportunidades de mudança.

Ontem conversando com uma amiga ela me disse algo que ficou na minha mente por horas até eu dormir, e agora tá fixado na minha mente: "Sem as decepções a vida não teria graça"**

E ela tem razão! Não teria graça viver num mar de rosas. Não valeria a pena viver sem as decepções, pois elas, juntamente com as nossas escolhas (certas e erradas-que geram a decepção-) que moldam a nossa personalidade e traçam o rumo da nossa vida . Imaginem se nós nunca nos decepcionássemos, nunca saíssemos da linha, enfim...sempre fazendo a escolha "certa": Além do fato da vida perder um pouco da sua essência, nunca experimentaríamos coisas novas. Ser humano foi criado para errar e aprender com os seus erros.

Não querendo fazer um post parecido com o anterior, nesses colocarei mais coisas felizes :D

Ontem à noite descobri uma coisa muito legal: Passei no CEDERJ, que pode ser descrita como a UFF à distância. Passei para sistemas de computação, minha área *-* (nerd)
Outra coisa muito legal que eu descobri ontem foi a diferença da tequila "silver" pra "gold". A silver é usada em drinks, e a gold é pra ser tomada pura. E sim, isso é totalmente desnecessário.

Deixo um pensamento para vocês: Quando acharem que algo não há solução, que a sua vida está desabando e você não pode fazer nada, relaxe. Mais cedo ou mais tarde você recebe tudo o que você sofreu transformado em coisas boas...seja em realizações, amizades, amores. É a lei universal da ação e reação:"Toda ação gera uma reação de mesma força em sentido contrário" (muito nerd agora)

Para fechar este post, uma música que baixei esses dias e não paro de ouvir
Megadeth - Head Crusher
http://www.youtube.com/watch?v=DuvcDyE4GCM&feature=related

até você que não gosta de Metal, vai curtir :D

"Now let the torture begin! "

**a frase não era exatamente isso, mas é quase isso :)




17 de jul de 2009

Balanço desse ano.



Olá

Quase 1 ano que não posto aqui, então no banho decidi voltar e escrever qualquer coisa :D

Bom, esses últimos 12 meses foram sem dúvida, os mais emocinantes da minha vida. Vários momentos ficarão para sempre na minha memória: os bons, os comuns, e obviamente, os piores. Aprendi muito esse ano, e algumas coisas eu gostaria de compartilhar com o mundo.

Carioca de corpo e alma, nunca fiquei muito tempo parado num relacionamento, estava sempre à procura da "próxima da lista". Mas nesse período, esse pensamento sequer passou pela minha cabeça. Estava tão feliz com o que eu tinha que não precisava de mais nada...um sorriso transformava um dia tenebroso em mais um dia feliz da minha vida. Mas como nem tudo que reluz é ouro, sofri várias quedas nessa fase que fizeram com que a minha vida virasse de pernas pro ar. Coisas que eu achei que haviam sumido ainda estavam lá, "firmes e fortes"...entretanto, coisas que achei que seriam eternas escorreram pelas minhas mãos feito água...e eu não pude fazer absolutamente nada para tentar mantê-las. E quando eu tava no fundo do poço, advinhem: Era fundo falso! ;(

É...o preço que se paga às vezes é alto demais...

No ano em que eu pensei que fosse diferente, quando decidi lutar pelo que me fazia mais feliz não importando as circunstâncias nem o que era necessário sacrificar, acabou se transformando em mais um ano desses 20 vividos por mim. Depois de muito lutar contra o que estava sendo jogado na minha cara com toda força pela realidade, acabei desistindo de ir contra a maré e aceitei o fato: Nada além da amizade dura para sempre.

E é isso que me mantém na estrada.

Meus amigos, os verdadeiros amigos...que sempre estão do meu lado, me ajudando quando estou na pior, que se abrem comigo quando precisam de ajuda, que confiam em mim (e tenham a certeza de que essa confiança é recíproca). Poderia citar aqui vários nomes, mas sei que eles sabem que são deles que estou falando.

Como diria Humberto Gessinger em Além da Máscara :"Agora que o tempo é relativo Não há tempo perdido, não há tempo a perder". E é seguindo esse conceito que eu vou tocar a minha vida. Arrependimentos? Nenhum! Aliás, agradeço por ter passado por todos esses altos e baixos...experiência de vida, né?! Pra encerrar esse post, Humberto Gessinger e Duca Leindecker - Além da Máscara (tocada no programa "Radar") http://www.youtube.com/watch?v=8HEzQQ5FAA0 cya!

pois é!
volto aqui para 2 coisas:
1º: Tempo perdido você não recupera, então...não perca mais tempo!
2º: o Blog ranking e listas está sorteando um vale R$200 em compras no submarino. http://rankingslistas.blogspot.com/2009/07/promocao.html#comment-form

vamo lá!

um dia desses eu faço um texto decente.
cya!