7 de nov de 2010

If

If every soldier
Were invincible
Every war
Would be dismissible

If every heart
Were left unbroken
Then not one word
Would be spoken

If every soul
Lived forever
Would any day
Be so clever

If every voice
Was always heard
Then leave no rock
Overturned

If every dream
Were to come true
Then what is stopping
Me and you?

13 de jun de 2010

Sonhos


O dia começa como outro qualquer. Ele cumpre a sua rotina à risca.
Já nas primeiras horas da noite, ele está cansado e nada mais lhe motiva.
Então é chegada a hora que ele mais espera: a hora de dormir.
Ele tem seus motivos para que suas noites de sono sejam tão esperadas.
Aliás, há somente um motivo: Ela.

Todas as noites, ela o visita em seus sonhos, e isso para ele é reconfortante.
O sorriso espontâneo e sereno hipnotiza-o e então ele sorri de volta.
Juntos os dois fazem várias coisas e se divertem.
Em seus sonhos, o dia parece ser infinito, possibilitando mais tempo juntos.
Até que uma hora ele a abraça, se beijam e trocam sorrisos.
Com ela nos seus sonhos, ele sempre deseja nunca mais acordar.

Imaginar o céu com sua infinidade de estrelas mas onde somente uma brilha. 
Pois é assim que ele a vê: Dentre tantas, ela é a única que brilha no seu céu
E para ele, só uma estrela basta para que o seu céu permaneça iluminado.


29 de mai de 2010

Qual o seu legado?


Um velho está sentado no banco de um parque, perto da casa dele. Lá ele alimenta os pombos, vê a manhã passar e olha as pessoas caminhando. Quando a manhã se vai, ele volta para casa.
Numa manhã ensolarada, lá está o velho, realizando seu ritual, quando de repente aparece um garoto, interrompendo o velho:
"Oi senhor"- disse o garoto, tímido.
O velho resmungou.
O menino então, pergunta:
"O que o senhor está fazendo?"
O velho então começa a falar:
"Estou alimentando os pombos, não está vendo?"
"O senhor sempre fez isso?" - pergunta o garoto.
"Claro que não, eu já fiz muita coisa nessa vida, rapaz!" - retruca o senhor, com a voz firme.
Curioso sobre o que aquele velho já tinha feito, a criança senta ao lado dele e começa a indagá-lo sobre seu passado.

O velho então para, fecha o saquinho que continha grãos para os pombos e começa a pensar.
Quando era mais jovem, ele não tinha amigos, sempre era o último a ser chamado, ninguém gostava dele. Alguns até fingiam ter algum sentimento para com o velho, mas estavam mentindo.

E ele sabia.

Então o velho lembra das vezes em que ele se arriscou pela sua amada, que havia falecido um ano após o 1º encontro deles. Mulher essa que habita os sonhos dele há mais de 65 anos. O velho então tenta lembrar das vezes em que ele fez algo de valioso para alguém. Na única lembrança dele, a amada está presente, e os olhos do velho se enchem de lágrimas. Não importava o quanto o velho tentasse, nada vinha na mente.

O velho abaixa a cabeça e diz, com a voz trêmula e triste:
"Eu não fui importante para ninguém, não deixei nada para ninguém, todos que passaram pela minha vida me machucaram, e nas vidas pelas quais eu passei não fui nada além de um estorvo. Eu não deixei nenhum legado."

Logo após essa afirmação, o velho deixou a criança sozinha, foi para sua casa e nunca mais apareceu no parque.


imagem → old man by *Karolaczka

23 de abr de 2010

O Monstro Chamado Bipolaridade


Você nunca o viu, mas sabe que ele está lá, no escuro da sua mente, te espreitando.
Com seus olhos negros fixados em você, que sem saber o que é, não faz nada.
Ele observa cada momento seu...até que quando você está bem, ele ataca!
Cravando suas garras frias e afiadas no seu coração, você perde o seu chão.
O que era bom já não serve e o que era ruim fica insuportável.
Depois do primeiro ataque você tenta fugir, mas, ele é rápido demais...
E então te ataca novamente, a tristeza aumenta, evoluindo para uma depressão.
Uma dor inimaginável atinge seu peito, que às vezes apenas "estar vivo" se torna um exercício impossível para o corpo e para a mente.
Após te deixar em pedaços, ele vai embora, para que você se recupere.



Mas ele estará te observando, aguardando o próximo descuido.

18 de abr de 2010

Minha vida em músicas

I can't remember anything
Can't tell if this is true or dream
Deep down inside I feel to scream
This terrible silence stops me
Metallica - One

Can you tell me why
it seems so hard to carry on
When you hear a voice
from long ago, so bittersweet
Hammerfall - Remember Yesterday

Wish you gave me a number
Wish I could call you today,
Just to hear a voice.
I got a long way to go
Getting further away.
Elliott Smith - I Better Be Quiet Now
 
But your thoughts will soon be wandering
The way they always do
When you're ridin' sixteen hours
And there's nothin' much to do
And you don't feel much like riding
You just wish the trip was through
Metallica - Turn The Page

O preço que se paga às vezes é alto demais
É alta madrugada, já é tarde demais
Pra pedir perdão... Pra fingir que não foi mal
Engenheiros do Hawaii - O Preço

If my heart was still alive
I know it would surely break
And my memories left with you
There's nothing more to say
Megadeth - A Tout Le Monde
 
They dedicate their lives
To running all of his
He tries to please them all
This bitter man he is
Throughout his life the same
He's battled constantly
This fight he cannot win
A tired man they see no longer cares
The old man then prepares
To die regretfully
That old man here is me
Metallica - The Unforgiven

I keep wondering why
I'm still calling your name through my tears
Within Temptation - The Cross

Yesterday seems as though it never existed
Death greets me warm, now I will just say goodbye
Metallica - Fade To Black


Goodbye.

4 de mar de 2010

Você já amou?

 
 "Você já amou? É horrível, não? Você fica tão vulnerável. O amor abre o seu peito e abre o seu coração e isso significa que qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura inteira, durante anos, para que nada possa lhe causar mal. Aí uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outro idiota, entra em sua vida. Você dá a essa pessoa um pedaço seu, e ela nem pediu. Um dia, ela faz alguma coisa besta como beijar você ou sorrir, e de repente sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo que é seu e lhe deixa chorando na escuridão. E então uma simples frase como 'talvez devêssemos ser apenas amigos' se transforma em estilhaços de vidro rasgando seu coração. Isso dói. Não só na sua imaginação ou mente. É uma dor na alma, uma dor no corpo, é uma verdadeira dor-que-entra-em-você-e-o-destroça-por-dentro. Nada deveria ser assim, principalmente o amor."

Trecho de "Sandman"
Agradecimentos a @ketz_ por me enviar esse texto

17 de fev de 2010

Instantes

Dor... Solidão...
Quando você pensa que estava certo
E percebe o jogo de tentar aceitar...

Quando os pássaros que cantavam
Estão presos em jaulas
E o ruído ensurdecedor
Daquele que se debate para fugir...

A verdade que você cantava
É a mentira que sustenta
E não há um motivo

Não sabe como agir,
Não sabe como parar,
Não sabe como gritar,
Não sabe como sonhar,

Perdeu o fio que seguia
E não sabe quando o soltou
E desde quando acredita
Que ainda o está segurando

A chama que brilhava
Já é brasa há tempos...
Mas não foi possível ver
Tampada para que não se apagasse
Esvaiu-se sem perceber

Foi um sonho brilhante...
Tão brilhante que ofuscou a visão...
E nada mais foi capaz de ver.

Brincava com as palavras
E não notou
Que pouco a pouco
Elas viravam a sua vida

Tão feliz concebeu os fatos
Tão vital foi a permânencia deles
E tão brutal será a nova realidade

Parou no tempo sem saber
Continuou sem perceber
E desse momentos...
Não há mais o que se dizer...

-
Texto de Roberta Aline