18 de dez de 2009

A Tout Le Monde




Don't remember where I was
I realized life was a game
The more seriously I took things
The harder the rules became
I had no idea what it'd cost
My life passed before my eyes
I found out how little I accomplished
All my plans denied

So as you read this know my friends
I'd love to stay with you all
please smile when you think of me
My body's gone that's all

If my heart was still alive
I know it would surely break
And my memories left with you
There's nothing more to say

Moving on is a simple thing
What it leaves behind is hard
You know the sleeping feel no more pain
And the living all are scarred

A tout le monde (To everybody)
A tout mes amis (To all my friends)
Je vous aime (I love you)
Je dois partir (I must go)
These are the last words
I'll ever speak
And they'll set me free

13 de dez de 2009

Memórias

Era uma noite fria e chuvosa, como qualquer outra.
Assim pensaria uma pessoa qualquer. Mas você não é um qualquer.
Essa não é uma noite como todas as outras, algo está diferente. Você sabe, consegue sentir.

A noite está fria e chuvosa, e com ela memórias de um passado frio e tempestuoso voltam à tona, fortes, imponentes, que abalam a sua estrutura. Física e emocional.
E então você não sabe o que fazer, está confuso. Fica olhando para a chuva por horas, e nem percebe que já é dia.
Você "esquece" o que acabou de acontecer, pois o sol está saindo e aquela chuva foi embora, levando seus pensamentos com ela.

E vem a próxima noite, até então tudo bem até que...

Começa a chover de novo e a temperatura cai subitamente, você sente o choque térmico e isso lhe causa calafrios.
Com ela vem também todas as memórias, até mesmo as que você considerava "mortas" ou "sem valor nenhum". Definições que você precipitadamente e erroneamente colocou.
E você se pergunta: "O que fazer?", "Porque isso está acontecendo comigo?"
Quanto mais você se pergunta, menos respostas aparecem. Para lhe dizer a verdade, nada aparece.

E no meio de toda essa aflição, confusão, insegurança, desespero, medo e tristeza, você nem percebe que...

Era uma noite fria e chuvosa, como qualquer outra.

6 de dez de 2009

E se eu morresse hoje?

E se eu morresse hoje?

Eu morreria feliz
E sentiria que a minha vida valeu a pena?
Ou sentiria que foi uma perda de tempo?

Eu entenderia que era a minha hora de dizer adeus
E finalmente ter o meu descanso eterno?
Ou sentiria que algo estaria incompleto?

Você derramaria suas lágrimas sobre o meu corpo
Rezando para me ter de volta?
Ou eu deixaria este plano sozinho?

Então, e se você morresse hoje?

original here.